O que faz a Doula?

O que faz a Doula?

Para entendermos o que faz essa profissional precisamos compreender a etimologia da palavra doula, ou seja, o seu significado, que faz referência a “mulher que serve”.

A Doula é uma profissional que apoia física e emocionalmente a gestante e sua rede de apoio, sendo responsável por passar informações atualizadas e embasadas cientificamente pelos principais órgãos de saúde. A grande maioria das mulheres que decidem contratar uma Doula leva em consideração o seu desejo de ter uma experiência de parto positiva, e não correr os riscos de sofrer intervenções desnecessárias ou pelo medo da violência obstétrica.

É durante a gestação que a mulher e sua doula falarão sobre os medos, angústias e expectativas, para que juntas discutam e construam caminhos em que a doulanda se sinta mais segura. O Plano de Parto, redigido pela gestante e o acompanhante é um documento que traz informações sobre as preferências de parto, de como ela deseja que ele aconteça, mencionando procedimentos que gostaria que ocorressem ou não consigo e com o seu bebê, desde que não interfiram na segurança de ambos. Bem como, é na fase da gestação que a doula fornecerá informações e conhecimentos sobre a fisiologia do trabalho parto, procedimentos e intervenções que possam ocorrer intraparto, a fim de que a parturiente e o (a) acompanhante participem ativamente das decisões e condutas a serem efetuadas pela equipe médica contratada ou de plantão. 

No dia do parto, a família entrará em contato com a doula, a qual proporcionará palavras de acalanto e assistência necessária para tranquilizar a todos, até que ela possa estar presente fisicamente, momento qual poderá auxiliar no alívio das dores com métodos não farmacológicos, acolhendo a doulanda com respeito e incentivo para vivenciar da forma mais tranquila o processo, propiciando conforto físico, emocional e resguardando o seu protagonismo.

Caso haja alguma situação que impossibilite o parto natural e seja necessária a realização da cesárea, a doula prestará suporte esclarecendo quanto aos procedimentos, apoiando a parturiente, auxiliando para que as circunstâncias não impeçam a humanização do nascimento do bebê, independente da via de parto.

A doula poderá conduzir o bebê para o colo da mãe, promovendo o contato pele a pele, auxiliando na primeira mamada, valorizando a chamada Hora de Ouro.

É possível também que a profissional cuide da placenta, encaminhando ao destino solicitado pela mãe, como por exemplo, o carimbo da placenta.

Na visita pós-parto a doula poderá avaliar a efetivação da mamada, identificando à pega incorreta ou alguma outra situação que esteja dificultando a amamentação, ensinando a recém-mãe a lidar com a questão. E ouvirá a puérpera com o intuito de detectar alguma dificuldade física ou emocional, avaliando métodos de amparo, seja indicando especialistas ou até mesmo com uma boa conversa.

Em síntese, a doula é a mulher que cuida, auxilia, assiste, orienta, ampara e assessora aquela que está gerando um novo ser e nascendo enquanto mãe. Cada mulher é única, e a maternidade também,  mesmo para quem é mãe de segunda viagem à assistência e os cuidados de uma doula se tornam imprescindíveis. 

 

 Autoria: Doula Paloma Santos,  Taboão da Serra- SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *